domingo, 22 de maio de 2016

Harry Potter e a Pedra Filosofal

#1 de 2016


"NÃO FAZ BEM VIVER SONHANDO E SE ESQUECER DE VIVER, LEMBRE-SE.


Harry Potter é um marco na literatura mundial, e a Pedra Filosofal é atemporal.
Desperta amores, e nos envolve de uma forma única. Mostrando que sempre é possível inovar, ensinar e entreter! 


Título: Harry Potter e a Pedra Filosofal 
Autor: J.K. Rowling 
Tradutor: Lia Wyler 
223 Páginas / 1997
Editora Rocco


Junior Beckmann



sexta-feira, 2 de outubro de 2015

Prazo de Validade


É sempre a mesma história e ela se repete muitas vezes.
Conheço alguém - seja no amor ou na amizade - e esse alguém já veio de fabrica com 
uma data pré definida de sumiço!
Vou explicar melhor...
Eu sou rodeado de pessoas, muitas pessoas.
Umas porque me amam de verdade, outras porque querem o que eu tenho 
- coisa que eu estranho, afinal não tenho nada - e outros apenas para bisbilhotar!
Há quem goste do Junior, e há também que goste do Leandro, há quem odeie o Beckmann!
Acontece que todas essas pessoas vieram com data de fabricação e de validade!
Elas sempre se vão, sempre me deixam, sempre partem.
Aprendem, ensinam e se vão!
E o pior é que elas não vêem como rótulos de : melhor usar antes ou data de utilização.

Entenda que não estou comparando pessoas a produtos.
Estou apenas utilizando um termo que camufla o ir embora!...
Essa história é um tanto triste, porque querer permanecer 
deveria ser o suficiente para ficar. Mas não é assim...

Um dia temos, no outro acabou.
Hoje sabemos, amanhã tudo mudou.

Dizem por ai que atraímos a energia que temos.
Será então que atraímos também o abandono, a tristeza e seus parentes próximos?
Será que não temos chance de modificar a data final porque talvez 
o lote esteja todo danificado?
Quem danificou?
Quem etiquetou?
Quem decidiu o prazo?

É sempre a mesma história.
A ida e a vinda. O oi e o tchau.
O bom dia e o boa noite.
Mas precisa sempre ter o mesmo final?

Se a vigilância sanitária (ANVISA) e os fiscais da saúde viessem auditar a tua vida o que achariam?
O que descartaria por falta de etiqueta?
O que deixaria intacto?
O que interditaria?
Você está disposto a pagar a multa?

Não seria essa a oportunidade perfeita de se livrar de produtos vencidos?
De contas não pagas, de amores não resolvidos, de amizades supérfluas?
Não seria a hora de deixar o passado e as coisas que te prejudicam?

Não seria melhor gritar a raiva ou invés de trancá-la no peito?
Melhor chorar do que sentir a garganta doendo?
Não seria melhor agir com sinceridade enquanto ainda há tempo?
Iludir menos!, humilhar menos! 
Não seria melhor valorizar enquanto se tem?

Portanto não seria melhor aproveitar tudo como se fosse acabar amanhã?
Amar com verdade e intensidade.
Abraçar com vontade; beijar sem nojo.
O prazo de validade existe e vem para todos.
O café sempre esfria e bebê-lo gelado já não tem mais graça.

É sempre a mesma história...
Mas a minha acaba aqui!
Porque o prazo de validade venceu! 

Lembre-se: o coração não acumula bônus, ele apenas para de bater!...


Hasta!,
Junior Beckmann

sábado, 15 de agosto de 2015

Pedaço de Carne

Eu venho de um mundo - talvez um na minha imaginação - onde as coisas são muito fáceis.
Um mundo onde a praticidade é a maior condição.
Seja com coisas ou sentimentos.
Sou do tipo 'acendeu, apaga!', 'sujou, limpa!','quebrou, conserta!'.
Coisas como 'ama, valoriza!', 'sente, diga!', 'quer, peça!'.
Não me conformo com nada menos que isso!
Não me conformo em ser usado e descartado simplesmente porque alguém quer ou precisa.

Eu vivo em um mundo onde eu posso ter tudo o que eu quero.
Mundo esse que me possibilita amar sem usar.
E não aceito ser mais um na lista de muitos.

Eu gosto de exclusividade, porque dou exclusividade.
Gosto de sentir prazer, e não somente de dar prazer.
Quero ver esforço porque sempre me esforço.
E comigo não tem essa de não espere nada em troca.
porque ainda que seja o mínimo, eu quero algo!

Não aceito ser tratado como um descarte.
Aquela carta que não completa o jogo.
Ou a última bolacha do pacote
- sim, a última, porque ninguém quer, já que ela vem toda quebrada -.
Não aceito medir minhas palavras e perceber que ninguém me poupa de seus discursos venenosos.

Valorize-se, ainda dá tempo!
Cultive amor próprio e seja feliz.
Porque fomos criados para a felicidade, apenas para ela!
Livre-se de todas as energias - pessoas - desnecessárias da sua vida e vista-se de sonhos.
Eles ainda existem e podem ser seu!

Coma ou engula, pois estou prestes a vomitar!
E isso não tem volta!

Hoje eu não quero ser uma opção!
Pois nasci pra ser escolha.
Não serei deposito de nada, e nem apenas mais um PEDAÇO DE CARNE.

Hasta la vista,
Junior Beckmann

sábado, 27 de junho de 2015

Desnecessários!

Me dedico 100 % em tudo que faço.
Desde minhas tarefas do cotidiano á uma conversa com um mendigo na rua, 
porque acredito que tem que ser assim!

Percebo que as pessoas mudam como os ventos sopram; ora para uma lado, ora para outro!
Elas podem escolher para que lado ir, mas preferem ser levadas, e ás vezes esse levar
insiste em se fechar no próprio mundo, deixando do lado o outro e a capacidade de interagir.

Parei para analisar minha vida e percebi que estou rodeado de pessoas desnecessárias.
Pessoas que não acrescentam, que não multiplicam. 
Pessoas que querem usar o que você tem, 
que querem ser o que você é, que querem ajuda, querem ouvidos, ombros e mãos, mas que não querem ser 
nenhuma dessas coisas. 
E o pior, essas pessoas se auto intitulam : amigos!

Qualquer relacionamento é uma troca.
Que seja de favores e energias, carinho ou amor, e tudo isso é revestido com respeito.
Acontece que se alguém não te ouve, não se preocupa, não se interessa, esse alguém não te respeita!

Eu vou mais além... 
Estou rodeado de pessoas que não tem coragem de ligar, mandar whatsapp ou uma mensagem no facebook perguntando 
um simples : está tudo bem como voce, Junior?
Mas, um tudo bem sincero, preocupado!, um tudo bem desmotivado de subterfugios, porque o 'tudo bem?' de hoje vem camuflado de milhões
'você pode fazer isso?', 'você sabe disso?', 'você tem isso?'...

Me vejo cercado e dominado por pessoas que vêem seus problemas como os maiores, pessoas que acham que todo o sofrimento
do mundo foi reservado para elas, que só a dor delas importa, que só o problema delas é o mais difícil, 
que só os traumas delas são relevantes.
Que só as músicas, as palavras, os artistas delas valem a pena.


Percebi que chamo de amigos pessoas que não se importam com o fato de eu não comer bananas e mussarela.  
Pessoas que desconhecem que meu cachorro se foi e que isso partiu meu coração.
Pessoas que não apoiam a minha arte e música!

Portando, eu não preciso de pessoas assim!, não quero pessoas assim.
Tenho como filosofia de vida ser uma benção na vida dos outros independente de qualquer coisa.
E se eu não for uma benção, então apenas que eu nada seja, porque o nada não fere, não mata!

O amor é universal, mas a verdade sentimental e a reciprocidade é opcional e não depende de empatia!
Ser lúcido, grato e sincero não é algo que se pode ter como qualidade, mas como obrigação, 
porque qualidade usamos quando queremos.

Se afaste de pessoas assim!,elas são como o câncer, silencioso e destruidor.

Acredito que as pessoas que menos entregam são as que mais tiram!
Ou vem/fica para somar e multiplicar, ou vai embora para nunca mais voltar...
Repito : eu não preciso de pessoas assim!
E creia, você também não!  
Se uma pessoa não consegue dividir momentos felizes com você ela não merece estar ao seu lado.

Se eu não procurar mais você,respeite minha decisão.


Eu apenas descobri quem são os DESNECESSÁRIOS! 
Só vai tomar champanhe comigo, quem comeu grama comigo!
A Cristo o que é de Cristo, á Cesár o que é de César, e ao Beckmann o que é do Beckmann!


Hasta la vista,

Junior Beckmann

terça-feira, 26 de maio de 2015

Palmeira e outras coisas


Há quase dois anos atrás eu estava lendo 'Jogando Xadrez com os Anjos', lá existe uma personagem que se chama Anne, no livro Anne trata todos os tipos de plantas e flores com carinho, e assim, vê pouco a pouco seu pequeno jardim crescendo e dando frutos.

Nessa época achei uma planta - uma palmeira areca-bambu (Dypsis Lutescens) - no estacionamento da empresa onde trabalho, dei nome (Anne) e peguei ela para mim!
No início ela estava bastante maltratada, com suas folhas queimadas, pouco verdes e o aspecto dela era de seca, além de - acredite - triste!

O poder das palavras do livro de Fabiane Ribeiro me inspirou á dar vida a minha pequena Anne.
Não foi um trabalho fácil!
Primeiro porque eu pouco entendo de cuidar de plantas, e segundo porque ela pertencia a floricultura da loja e poderia ser vendida a qualquer momento.

Pois bem, nesses dois anos eu reguei, eu podei e arrumei um local próprio para ela, pois li que elas gostam de ter um local para chamar de seu, e que o desenvolvimento delas depende disso.
Reservei alguns minutos do meu dia para conversar com ela, fiz carinho algumas vezes,
e apresentei Anne a todos a minha volta.
Mesmo quando eu estava de férias eles cuidavam dela por mim e para mim!...

A mudança foi radical e surpreendente, Anne hoje é mais verde do que nunca, ganhou novas folhas, por vezes até alguns frutos, e o mais especial : ganhou atenção de todos.
Ela tornou-se parte do ambiente, é protegida de ser posta á venda, e recebe água e carinho de todos.
E eu, claro, continuo todos os dias conversando e cuidando dela do mesmo jeito.
Confesso que alguns dias eu me esqueci, ou não quis, e acredite, isso afetou ela, e mais ainda a mim.

Essa história é verdadeira, mas é também uma metáfora sobre relações interpessoais de todos os tipos.
Será que você está cuidando de quem cuida de você?
Será que tem regado?, abraçado?, ajudado?
Será que está ouvindo?, falando menos?
Suas palavras estão sendo de benção ou de maldição?
Nesse mundo caótico, cheio de problemas, cansaço e muito whatsapp, parar alguns segundos do seu dia para analisar os outros é coisa para super herói.

Tente analisar, e não julgar.
Use a empatia!, isso faz toda a diferença!!!

Ás vezes sua atenção está voltada a algo que não merece um segundo dela,
e com isso você pode deixar de lado coisas que podem trazer frutos amanhã.
Por isso pare, analise e cuide de tudo aquilo que a vida colocou em suas mãos.
Se você tem é porque merece, e se não cuidar vai perder, porque assim é a lei da vida!


Cultive algumas Annes, e colha amor!
Mas lembre-se : plantar é opcional, colher não!


Hasta la vista,

Junior Beckmann

quarta-feira, 10 de dezembro de 2014

Diário do Junior Beckmann (AGOSTO - 2014)

Não plante a semente se vai negar a colheita.

Alguns heróis estão cantando na minha cabeça. Outros martelando minhas idéias!
Uma parte de mim quer dizer a verdade, outra quer que eu me esconda.
Existe em mim uma verdade que passei meses guardando; meses intermináveis.
Segurei o post de hoje para não me ver liberto; ás vezes ficar preso é a única coisa que nos salva, mas, a prisão tem prazo de validade, assim como aquilo que tentamos desesperadamente esconder.
Eu até que tentei, mas chega!...

Preste atenção, esse é o oitavo
Diário do Junior Beckmann


Leia o Diário de JULHO clicando aqui!

AGOSTO :

- Muito trabalho, pouco apoio!
- Fiquei sem LUZ e sem ÁGUA
(Um dos maiores absurdos imobiliários já visto).
- Assisti a brilhante segunda temporada de The X Factor USA
- Fifth Harmony
(Paixão á primeira audição, minhas garotas!).
-  Ouvi os álbuns : Life in the Cartoon Motion (MIKA), Super Duper Hits (Joss Stone), 1000 Forms of Fear (Sia),
- Li A Vingança Veste Prada, Desejo, Pelas Portas do Coração, Mensagem aos Brothers,
- Império e suas loucuras!
- Felipe!...
- Gravei 11 Vidas (Pai)
(Assista clicando aqui!).
- Assisti Tatuagem, G.B.F., SOS Mulheres ao Mar, e Acústico MTV Sandy e Junior.
- Milhões de treinamentos
-  Fiquei sem internet
(Castigo pior não há).
- Esse Artista Sou Eu
(Um programa muito interessante, adorei o formato, vida longa!...)
- VMA 2014 
(Mais do mesmo, isso cansa!)
- Conheci boa parte da OTH Family e fui ao show das bandas Anberlin, Fresno e Esteban
(Minha gente, foi uma das experiências mais incríveis de toda a minha vida. Desde a galeria do Rock, passando pelas andanças e parando no Ibirapuera, eu amo especialmente cada um de vocês!...)
- Estive insuportável e vou mostrar a vocês).




AGOSTO 2014

Tropeço em minha vida
Sem sacrifícios.
Meu final feliz não veio vestido de prada!
Esqueça meus álibis
Minha culpa já venceu este jogo!
Meu desejo não é apenas emoção.
Conquistei diretos
Estando fora do ritmo.
Eu vi portas
Cuspindo em meus olhos,
E abrindo espaços em meu coração.
Me fiz em 5 harmonias,
Em uma tatuagem,
Em 1000 formas de sentir medo!
Perdi a conta
Das páginas que queimei.
Lágrimas caem;
Sono, fome e raiva!...
Estou longe do inferno,
Mas perto do acústico do desespero.
Pele sensível,
Coração de elástico.
Um artista. 
Artista eu!
Eis a mensagem :
"Me machuque o quanto quiser!..."
Existem galerias de bálsamo
Que fazem meu show sempre continuar.
Nem que para isso eu perca também meu ar!



AGOSTO foi um mês que me trouxe lições valiosas.
A batalha que travei comigo mesmo me mostrou o quão fútil eram as minhas escolhas.
E o quanto eu lutava por motivos errados.
Indo mais além, eu pude realmente ver o quanto eu me fazia de vitima.
É mais fácil ser o pobre coitado.

Não plante a semente se vai negar a colheita!

Eu plantei e quis negar a colheita.
Mas é impossível negar tal semeadura.
Ela pode estar em pausa, num hiato profundo, mas ela não está morta e mais cedo ou mais tarde vai aparecer.

Portando, olhe pra dentro do seu coração nesse momento e tente descobrir que tipo que semente está lançado na terra.
O plantar é opcional, mas o colher é consequência obrigatória e inevitável da vida.

Respire mais, agradeça mais, seja mais positivo e creia que a vida vai sorrir para você!
A verdade que eu escondi todo esse tempo é a que eu fui vaidoso, me fiz de vitima pra talvez barganhar com a vida. Negando minhas próprias colheitas.

Não cometa esse erro.
Não seja vitima, esqueça a vaidade e não encoste a vida na parede.
Porque se ela revidar certamente você não vai aguentar!

Plante, colha e aceite!

Hasta La Vista!
Junior Beckmann



domingo, 12 de outubro de 2014

Diário do Junior Beckmann (JULHO - 2014)

Matar é um leão por dia é fácil...

Mais um mês que se foi.
Mais um pouco de tempo que se vai.
Registros de perdas, conquistas, vitórias e derrotas.
Vida que se segue mesmo ao se arrastar. Fé que não morre ao ser assassinada.
Amor que ressurge do nada e que faz de mim um eterno tudo.

Hoje tem mais um capítulo da minha vida
Bem vindos ao
Diário do Junior Beckmann



JULHO: 

- Series Finale de Brothers and Sisters
(Não poderia ter sido mais incrível e mais emocionante do que foi. Uma grata e rica surpresa).
- Milhões de conversas proveitosas;
- A Grande Final de Aprendiz Celebridades;
- Seleção Brasileira e a Copa do Mundo;
(Tchau Neymar, 7x1, vergonha alheia e vitória merecida da Alemanha).
- James Rodríguez, ah James Rodrígues; 
- Ouvi os álbuns The Best of Etta James (Etta James), 1 (The Beatles), Pérola (Elaine de Jesus) e Trespassing (Adam Lambert).
- Briguei para não ser injustiçado; 
- MC Gui 
(Tão fofo, mas tão sem talento)  HAHA!
- Bagunça com as melhores; 
(Rê e Patty, vocês são o supra sumo)
- Contei moedas;
(Exatamente 1862,31 reais em moedas)   :(
- Assisti Versos de um Crime, Desertion, Interior, Bar Leather e Má Educação
- SEX SHOP;
(Risos e mais risos) HAHA.
- The X FACTOR
(Segunda e melhor temporada).
- Li O Chamado de Cuco e A Vingança Veste Prada
- Trabalhei igual á um camelo no deserto;
- Vi o FINAL de Em Família e o INÍCIO  de Império;
- Fui um Little Dirrty *_*
- Recomecei uma amizade, revi alguns conceitos, brindei com o perigo e decidi ser ou invés de apenas parecer!...



JULHO 2014 

Prenda o fôlego
Pois não vai sobrar sentimento.
O aprendiz do mau 
está cego e sem escolhas!...
Menos inocentes 
são dias solitários.
Vou voltar sozinho
para confiar em mim.
O amor vai me ver;
ele é sempre fiel.
Chegou a hora do adeus.
Ele veio abrir portas!
O ontem é o futuro do sol,
O passado é um oi, 
O interior é uma pérola!...
A má educação vem vestindo vingança,
Há milhões de impérios
Naquilo que engulo á seco.
Estou blindado;
vou explodir de poder.
Não me ultrapasse,
Mas não feche os olhos.
Eu ainda sou a caça
E você ainda é o caçador.
Mas não se engane,
Meu coração é um rocha
Que desconhece sua prosa.



JULHO foi um mês diferente.
Eu estava mais experiente, menos sentimental; estava racional.
Adentrei ao santuário que existe em mim e encontrei em coisas que eu achei que tinha perdido.
Julho veio e passou, foi rápido e sem frio, mas foi necessário para o auto conhecimento.

É como dizem por aí :
Matar é um leão por dia é fácil, difícil é desviar das antas!...
Afinal, são elas que empacam na nossa frente e inutilmente tentam nos parar; nos impedir.
Mas é só desviar é ser feliz.

Foi o que eu fiz: ignorei as antas, seus discípulos e palavras.
Porque eles existem e estão prontos para derrubar seus sonhos, suas vontades e desejos.
Portanto, esqueça as palavras de maldição, as provocações, as dores, os falsos amigos, e as antas.
Desvie, não olhe, ignore.
O sucesso encontra quem resiste, persiste e não desiste.
Não seja uma anta, se mova e venha para a luz!

Hasta La Vista!...
Junior Beckmann



LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...