sábado, 27 de junho de 2015

Desnecessários!

Me dedico 100 % em tudo que faço.
Desde minhas tarefas do cotidiano á uma conversa com um mendigo na rua, 
porque acredito que tem que ser assim!

Percebo que as pessoas mudam como os ventos sopram; ora para uma lado, ora para outro!
Elas podem escolher para que lado ir, mas preferem ser levadas, e ás vezes esse levar
insiste em se fechar no próprio mundo, deixando do lado o outro e a capacidade de interagir.

Parei para analisar minha vida e percebi que estou rodeado de pessoas desnecessárias.
Pessoas que não acrescentam, que não multiplicam. 
Pessoas que querem usar o que você tem, 
que querem ser o que você é, que querem ajuda, querem ouvidos, ombros e mãos, mas que não querem ser 
nenhuma dessas coisas. 
E o pior, essas pessoas se auto intitulam : amigos!

Qualquer relacionamento é uma troca.
Que seja de favores e energias, carinho ou amor, e tudo isso é revestido com respeito.
Acontece que se alguém não te ouve, não se preocupa, não se interessa, esse alguém não te respeita!

Eu vou mais além... 
Estou rodeado de pessoas que não tem coragem de ligar, mandar whatsapp ou uma mensagem no facebook perguntando 
um simples : está tudo bem como voce, Junior?
Mas, um tudo bem sincero, preocupado!, um tudo bem desmotivado de subterfugios, porque o 'tudo bem?' de hoje vem camuflado de milhões
'você pode fazer isso?', 'você sabe disso?', 'você tem isso?'...

Me vejo cercado e dominado por pessoas que vêem seus problemas como os maiores, pessoas que acham que todo o sofrimento
do mundo foi reservado para elas, que só a dor delas importa, que só o problema delas é o mais difícil, 
que só os traumas delas são relevantes.
Que só as músicas, as palavras, os artistas delas valem a pena.


Percebi que chamo de amigos pessoas que não se importam com o fato de eu não comer bananas e mussarela.  
Pessoas que desconhecem que meu cachorro se foi e que isso partiu meu coração.
Pessoas que não apoiam a minha arte e música!

Portando, eu não preciso de pessoas assim!, não quero pessoas assim.
Tenho como filosofia de vida ser uma benção na vida dos outros independente de qualquer coisa.
E se eu não for uma benção, então apenas que eu nada seja, porque o nada não fere, não mata!

O amor é universal, mas a verdade sentimental e a reciprocidade é opcional e não depende de empatia!
Ser lúcido, grato e sincero não é algo que se pode ter como qualidade, mas como obrigação, 
porque qualidade usamos quando queremos.

Se afaste de pessoas assim!,elas são como o câncer, silencioso e destruidor.

Acredito que as pessoas que menos entregam são as que mais tiram!
Ou vem/fica para somar e multiplicar, ou vai embora para nunca mais voltar...
Repito : eu não preciso de pessoas assim!
E creia, você também não!  
Se uma pessoa não consegue dividir momentos felizes com você ela não merece estar ao seu lado.

Se eu não procurar mais você,respeite minha decisão.


Eu apenas descobri quem são os DESNECESSÁRIOS! 
Só vai tomar champanhe comigo, quem comeu grama comigo!
A Cristo o que é de Cristo, á Cesár o que é de César, e ao Beckmann o que é do Beckmann!


Hasta la vista,

Junior Beckmann

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...